FANDOM


A Copa de 1930 é realizada pela primeira vez no Uruguai. Mas e se fosse realizada no Brasil? A NLT irá ocorrer na década de 1950.

Ponto de Divergência: As eleições para SedeEditar

Em 26 de maio de 1928, na conferência de Amsterdã e dia de abertura do torneio olímpico de futebol, o presidente da FIFA Jules Rimet anunciou planos de criar um torneio distinto das Olimpíadas, aberto a todos os membros da FIFA. Itália, Suécia, Países Baixos, Espanha e Uruguai se inscreveriam para sede do evento. O Brasil, em surpresa, lança sua candidatura em última hora.

O Brasil, conseguiu se eleger para ser a sede da Copa do Mundo. Havia uma mistura de alegria e ansiedade para a Copa do Mundo.

ParticipaçõesEditar

Todos os países filiados a FIFA foram convidados a participar. Argentina, Uruguai, Peru, Paraguai, Chile, Bolívia, Estados Unidos e México se inscreveram à tempo. Os europeus, não conseguiram. Jules Rimet, juntamente ao governo brasileiro, bancou as despesas dos países europeus. Cinco times europeus acabaram viajando. Bélgica, França, Romênia, Iugoslávia e a Inglaterra.

Lista de participantesEditar

  • 2000px-Flag of Argentina.svg Argentina
  • Flag of Belgium (civil).svg Bélgica
  • F1d315514b241ffa5745ccb9bf3bf5240146d755 original Bolivia
  • Bandeira do brasil Brasil
  • Flagge-chile Chile
  • Flag of the United States.svg Estados Unidos
  • Flag of France.svg França
  • Flag of England.svg Inglaterra
  • Flag of the Kingdom of Yugoslavia.svg Iugoslávia
  • Flag of Mexico.svg México
  • Py Paraguai
  • 45523593f780f739696af348b9068bff1cb40382 original Peru
  • 600px-Flag of Romania.svg Romênia
  • Uruguai Uruguai

A competiçãoEditar

Os treze times foram divididos em quatro grupos, como todos os jogos se realizando na capital uruguaia, Montevidéu. Não houve sorteio para os grupos da Copa. Os grupos foram determinados pela FIFA.

Grupo 1Editar

O primeiro grupo: Argentina, Chile, França e México. Dois dias após a vitória da França sobre o México, os franceses encarariam os argentinos. O único tento da partida foi marcado pelo argentino Luis Monti, de falta. O jogo apresentou uma controversa arbitragem do brasileiro Gilberto de Almeida Rego que erroneamente apitou o final do jogo seis minutos antes do final do tempo regulamentar, com o jogo devidamente encerrado apenas após protestos dos jogadores franceses. O segundo jogo dos argentinos, contra o México, apresentou o primeiro pênalti da história das Copas. Um total de cinco pênaltis, três de maneira controversa, foram marcados durante a partida que foi apitada pelo técnico da Bolívia, Ulises Saucedo. Guillermo Stábile marcou um hat-trick na sua estréia internacional na vitória argentina sobre os mexicanos por 6 a 3. A classificação foi decidida na última rodada do grupo, quando Argentina e Chile se enfrentaram e o placar marcou 3 a 1 para os argentinos, classificando estes para a fase final.

Grupo 2Editar

O segundo grupo: Uruguai, Inglaterra, Bolívia e Iugoslávia. O Uruguai mandou um time composto po jogadores do Peñarol e Nacional. Na partida de abertura do grupo os uruguaios ganharam da Iugoslávia com uma vitória de 2 a 1. A Inglaterra conseguia participar com um grande time, ganhando todos os jogos. A partida que marcou no grupo foi a Inglaterra x Uruguai, claramente, duas potências do esporte. A vitória foi para os ingleses por 1 a 0, com gol de David Jack. A Iugoslávia terminou o grupo em terceiro com uma goleada sobre a Bolívia por 4 a 0.

Grupo 3Editar

Os anfitriões brasileiros se emparelharam numa chave com Peru e Romênia. Na partida de abertura do grupo ocorreu a primeira expulsão da história das Copas, quando Plácido Galindo do Peru foi dispensado de campo contra a Romênia. A vantagem em campo ajudou os romenos a construirem a vitória de 3 a 1, uma vez que dois gols foram marcados após a expulsão. A primeira partida da seleção brasileira se deu apenas cinco dias depois do início do torneio. Os donos da casa venceram uma partida dura contra os peruanos por 2 a 0. Depois a seleção sacramentaria sua classificação com relativa facilidade ao golear a Romênia por 6 gols a 0.

Grupo 4Editar

Os Estados Unidos dominaram o quarto grupo. A equipe dos EUA, que continha um ex-profissional de origem britânica e migrantes de várias origens. Os belgas, primeiros oponentes dos EUA foram batidos por 3 a 0. A facilidade da vitória foi inesperada; o jornal uruguaio Imparcial escreveu que "o grande placar da vitória americana realmente surpreendeu os especialistas". Repórteres belgas criticaram o estado do gramado e as decisões da arbitragem, dizendo que o segundo gol estava impedido. A segunda partida do grupo foi entre Paraguai e Estados Unidos. Neste jogo ocorreu o primeiro hat-trick da história das Copas, marcado por Bert Patenaude dos Estados Unidos. Porém, até 10 de novembro de 2006 o primeiro hat-trick era atribuído pela FIFA a Guillermo Stábile da Argentina, dois dias após Patenaude. Em 2006 a FIFA anunciou que a solicitação de Patenaude para ser o primeiro marcador de hat-trick da história das Copas era válida, pois o gol de Tom Florie tinha sido erroneamente marcado, na verdade pertencia a Patenaude. Os quatro vencedores dos grupos: Argentina, Iugoslávia, Uruguai e Estados Unidos foram às semi-finais.

SemifinaisEditar

A semifinal da Argentina foi contra os Estados Unidos. Uma grande vitória vinha com os argentinos por 6 a 1, destacando o gol de Minto do meio-campo. A força da defesa americana foi devastada pelo ótimo ataque argentino.

O Brasil, vinha a jogar com uma grande potência futebolística. No Palestra Itália, lotado, o Brasil sofria a constante pressão dos ingleses, mas, Artur Friedenreich, fez história ao marcar o gol que levaria a seleção à final contra os argentinos.

FinalEditar

No dia 30 de Julho, São Paulo estava totalmente focada no Estádio Palestra Itália. Os portões se abriam as oito da manhã, e o estádio no meio-dia já estava lotado mais do que a capacidade, com 51.000 pessoas. A bola utilizada no campo foi a bola argentina. O jogo acabou com um triunfante 5 a 4 brasileiro contra os argentinos, que perdiam por 3-1 no intervalo da partida. O gol do título veio do gaúcho Lagarto, aos 40 minutos do segundo tempo. No dia seguinte, foi anunciado uma semana no feriado nacional.

EstádiosEditar

Todas as partidas foram disputadas no eixo Rio-São Paulo. Três estádios foram utilizados: o Estádio Palestra Itália, o Estádio Jardim América e o recém-inaugurado, Estádio São Januário. O Palestra Itália, com capacidade para 35.000 pessoas, foi o estádio utilizado pra final. Foi o principal estádio da Copa. O estádio abrigou doze das vinte e umas partidas do Mundial, incluindo as semifinais e a final.

São Paulo Rio de Janeiro
Estádio Palestra Itália Estádio Jardim América Estádio São Januário
Capacidade: 35.000 Capacidade: 20.000 Capacidade: 25.000
Palestra-italia
Jardim-america
Sao-januario

JogosEditar

Grupo 1Editar

Pos. Seleção Pts. J V E D GP GC SG
1 Argentina 6 3 3 0 0 10 4 6
2 Chile 4 3 2 0 1 5 3 2
3 França 2 3 1 0 2 4 3 1
4 México 0 3 0 0 3 4 13 -9


Grupo 2Editar

Pos. Seleção Pts. J V E D GP GC SG
1 Inglaterra 6 3 3 0 0 8 1 7
2 Uruguai 4 3 2 0 1 7 3 4
3 Iugoslávia 2 3 1 0 2 5 4 1
4 Bolívia 0 3 0 0 3 2 14 -12


Grupo 3Editar

Pos. Seleção Pts. J V E D GP GC SG
1 Brasil 4 2 2 0 0 8 0 8
2 Romênia 2 2 1 0 1 3 7 -4
3 Peru 0 2 0 0 2 1 5 -4


Grupo 4Editar

Pos. Seleção Pts. J V E D GP GC SG
1 Estados Unidos 4 2 2 0 0 6 0 6
2 Paraguai 2 2 1 0 1 1 3 -2
3 Bélgica 0 2 0 0 2 0 4 -4


Fase FinalEditar

A fase final foi realizada apenas na cidade de São Paulo. Não houve a disputa do terceiro lugar, sendo apenas realizada na Copa de 1934.

SemifinaisEditar

Estádio Seleção 1 Resultado Seleção 2
Estádio Jardim América Argentina 6-1 Estados Unidos
Estádio Palestra Itália Brasil 1-0 Inglaterra

FinalEditar

Estádio Seleção 1 Resultado Seleção 2
Estádio Palestra Itália Brasil 5-4 Argentina

ConsequênciasEditar

  • Com o país sendo campeão, o Brasil começaria a sua competição nacional mais cedo, sendo que fortaleceria seus jogadores e se tornaria uma breve potência em pouco tempo.
  • Com o título, o Brasil jamais utilizaria a camisa amarela, mas se usasse, seria como se fosse uma espécie de terceiro uniforme.
  • A Copa de 1950 não seria organizada no Brasil. Os candidatos à sede seriam provavelmente, Argentina, Uruguai e os Estados Unidos. Com isso, também, o Maracanã possívelmente não seria construído, já que a principal intenção era pra Copa de 1950.
  • Times como o Paulistano não iriam falir, sendo o time que viria no lugar do São Paulo, já que grande parte da diretoria do time foi pro São Paulo (OTL).
  • O Pacaembu, seria também possívelmente não construído, já que o Palestra Itália ficaria na história e seria o estádio da prefeitura, no lugar de ser o atual Palmeiras.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória