Fandom

História Alternativa

Guerra Brasil-Argentina (BSGM)

504 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar
Guerra Brasil-Argentina
Fotoguerrabrasilargentina.jpg

Soldados brasileiros na Argentina

Data: 28 de Abril de 1977 - 3 de Setembro de 1978
Local: Região do Prata

Objetivos: Argentina querer instalar uma Ditadura Militar no Brasil.

Brasil quer impedir a invasão da Argentina e instalar um governo democrático na Argentina.

Desfecho: 

Tratado de Goiânia

Combatentes

Pacto Brasileiro:

  • Brasil
  • Bolívia
  • Peru
  • Uruguai


Apoiado por:

  • França
  • Portugal
  • Espanha
  • México
  • Alemanha Ocidental

Aliança Argentina:

  • Argentina
  • Chile
  • Paraguai


Apoiado por:

  • Estados Unidos
  • Reino Unido
Principais Líderes

Pacto Brasileiro:

  • Leonel Brizola
  • General Euler Bentes
  • General Sílvio de Barros
  • General Veríssimo Flores
  • Hugo Banzer Suárez
  • Francisco Bermúdez
  • Aparício Mendez

Aliança Argentina:

  • Alfredo Stroessner
  • Jorge Rafael Videla
  • Augusto Pinochet
Forças

Pacto Brasileiro:

  • 700.000 brasileiros
  • 200.000 peruanos
  • 150.000 bolivianos
  • 30.000 uruguaios

Aliança Argentina:

  • 500.000 argentinos
  • 300.000 chilenos
  • 70.000 paraguaios
Vítimas

Pacto Brasileiro:

  • 120.000 soldados brasileiros
  • 80.000 soldados peruanos
  • 90.000 soldados bolivianos
  • 12.000 soldados uruguaios
  • 65.000 civis brasileiros
  • 30.000 civis peruanos
  • 70.000 civis bolivianos
  • 3.000 civis uruguaios

Aliança Argentina:

  • 230.000 soldados argentinos
  • 180.000 soldados chilenos
  • 50.000 soldados paraguaios
  • 90.000 civis argentinos
  • 50.000 civis chilenos
  • 110.000 civis paraguaios

A Guerra Brasil-Argentina foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul. Foi travada entre o Pacto Brasileiro, composto pelo Brasil, Peru, Bolívia e Uruguai, e a Aliança Argentina, composta por Argentina, Chile e Paraguai. A guerra estendeu-se de abril de 1977 a setembro de 1978. É também chamada Guerra Sudamericana (Guerra Sul-Americana) nos outros países hispanohablantes.

As tensões do conflito começaram logo após o Golpe Militar na Argentina em 1977, que derrubou o Governo de Eva Perón (mulher de Juan Domingo Perón). Durante um mês, o governo argentino de Videla acusava que o governo brasileiro de Leonel Brizola era composto por comunistas.

O Brasil mobilizava o exército em precaução de alguma invasão por parte da Argentina. Também fechava alianças com países como a Bolívia, Peru e Uruguai.

Por parte da Argentina, o Chile tinha fortes laços com os argentinos, além dos paraguaios também se aliarem juntamente aos próprios argentinos.























































A Guerra Brasil-Argentina (1977-1978)Editar

No dia 28 de abril de 1977, a Argentina declarava a Guerra ao Brasil. A Argentina começava a sua invasão no Paraná, nas cidades de Foz do Iguaçu e Bom Jesus do Sul e em Santa Catarina, na cidade de Princesa. O exército brasileiro, ainda se posicionando, não conseguiu conter as invasões do exército argentino, sendo assim, a Argentina conseguia a ocupação.

A Bolívia, estava contendo as invasões paraguaias, que iam ao Brasil também. Já o Peru, iam ofensivamente para cima do Chile, conseguindo enfraquecer as tropas.

As invasões paraguaias no Brasil foram em Mato Grosso do Sul e também no Paraná, porém, foi a porta de entrada pro contra-ataque do Pacto Brasileiro.

O Ataque da AliançaEditar

O Brasil não se organizou a tempo de posicionar as tropas, assim, os Argentinos facilmente tomavam as cidades da fronteira com o Brasil.

97C41607B.jpg

Marcha da Aliança em destroços na pequena cidade de San Lucas, na Bolívia.

A Argentina também ia pra cima da Bolívia juntamente ao Paraguai, que assim, tomava a cidade do Sucre, importante cidade na Bolívia.

Invasão Argentina de Mato GrossoEditar

Os argentinos, juntos aos paraguaios, formaram uma grande coligação que invadiu o Estado do Mato Grosso, mas rapidamente saíram em retirada quando a maioria foi morta na Batalha de Tangará, em Tangará da Serra.

Combates de Peru x ChileEditar

O Chile perdeu grande parte de seu exército nas batalhas contra o Peru. Já posicionado, o exército peruano conteu a invasão chilena, além de conquistar a cidade de Antofagasta. O Peru teve tempo de ajudar o Brasil e a Bolívia nos combates contra os Argentinos.

Contra-Ataque do Pacto BrasileiroEditar

Invasão paraguaia em Mato Grosso do Sul
Ataquecarro.jpg

Carro abatido em Assunção.

A abertura pro contra-ataque do Pacto Brasileiro foi a Invasão Paraguaia no Mato Grosso do Sul. O erro dos paraguaios foi fundamental para os brasileiros invadirem o chaco paraguaio, e assim, tomarem a cidade de Assunção. (Ver: Batalha de Assunção).

13-07-15 o radio faz historia.jpg

Navio argentino abatido no Rio Paraná.

A invasão brasileira na ArgentinaEditar

Os brasileiros haviam conquistado o Paraguai, assim tendo um ponto estratégico na invasão à Argentina. Assim, grande parte do exército brasileiro saiu de Assunção e ia em direção a Formosa.

Baile UruguaioEditar

Mesmo em poucas unidades, os uruguaios tomaram Entre Ríos e partiram para a tomada de Corrientes. Os uruguaios também defendiam o Rio Grande do Sul, no Brasil, dos argentinos, assim sendo um país com o papel importante da Guerra.

Peru e BolíviaEditar

Após os peruanos derrotarem aos chilenos, eles se juntaram aos bolivianos para a tomada das províncias de Jujuy e Salta, além de se juntarem aos brasileiros que tomaram Formosa.

Index clip image002.jpg

Soldados do Pacto a caminho de Buenos Aires.

Tomada de Buenos AiresEditar

As tropas do Pacto Brasileiro marchavam em cidade a cidade. As tropas, estavam indo diretamente a Buenos Aires, capital da Argentina. Lá, também encontravam resistência do exército da aliança, que em grande parte estava lá. Porém, populares insatisfeitos com o governo militar, se juntaram ao pacto e conquistavam Buenos Aires. No dia seguinte, se via as tropas do Pacto Brasileiro marchando na capital e a rendição da Aliança Argentina assim era concretizada.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória