Fandom

História Alternativa

Motherland Returns

503 páginas
nesta wiki
Adicione uma página
Falar0 Compartilhar

SobreEditar

O Golpe dado pelo Partido Comunista Russo traz a antiga União Soviética à ativa! Glória à Terra-Mãe! Isso será contado a partir de uma linha do tempo e terá partes na América do Sul (como em quase todos os artigos).

Flag of the Soviet Union.svg.png

A Bandeira adotada é a mesma de tantos outros anos.


A Linha do TempoEditar

23 de Junho de 2015: Guennadi Ziuganov, líder do Partido Comunista da Rússia, anuncia um golpe sobre Vladimir Putin. Tropas russas, com maioria ideologicamente socialistas, começam a invasão sobre as principais cidades da Rússia como Moscou e São Petersburgo.

26 de Junho de 2015: Declarada a volta do socialismo na Rússia. Nações bálticas e Ucrânia, Cazaquistão e etc. são invadidas também por tropas, agora, soviéticas.

27 de Junho de 2015: Barack Obama fala ao público norte-americano:

"Iremos deixar clara a nossa resposta aos soviéticos. Queremos a neutralidade sobre o assunto. A partir de agora, não iremos falar mais do assunto sobre eles, nem aqui, nem na ONU."

04 de Julho de 2015: Invasão rápida no Leste Europeu. A re-formação da Iugoslávia, e a implementação do socialismo na Polônia e na Escandinávia são os principais feitos.

08 de Julho de 2015: O Leste alemão é invadido pelos soviéticos. O Governo alemão discute algumas propostas com o recém-formado Governo soviético.

A proposta é feita, a Alemanha é novamente dividida, porém sem a formação do Muro de Berlim e leis menos severas.

13 de Julho de 2015: A Coréia do Norte é vista em maus olhos pelos soviéticos, eles discutem com o Governo chinês para a realização do anexo à própria. A declaração de guerra é feita e facilmente as tropas norte-coreanas são derrotadas.

19 de Julho de 2015: Uma negociação é feita entre os Soviéticos e os Chineses a pedido da Coréia do Sul para ficar com Pyongyang e o Leste da Península da Coréia. O Tratado ficou conhecido como "Tratado Vermelho (2015)"

23 de Julho de 2015: Relações entre a nova URSS e os EUA aumentam e deixam o povo americano pouco revoltado.

25 de Julho de 2015: Sob forte pressão, Dilma renuncia. Michel Temer fica no mandato até as novas eleições para presidente acontecerem.

27 de Julho de 2015: A URSS negocia o Alasca e Yukon com os EUA e o Canadá, refazendo o território russo nas américas. O povo americano se revolta mais ainda e exige o impeachment imediato do Presidente Obama.

No mesmo dia também, ocorrem protestos pelas principais cidades do país, como Nova York, Houston, Jacksonville, Washington e Boston.

13 de Agosto de 2015: Os americanos exigem novas eleições e impeachment do Presidente Obama. Porém eles exigem também a participação de outros partidos.

20 de Agosto de 2015: O presidente Obama renuncia o cargo de presidente e conforme quis a população, ele ao invés de entregar o cargo ao Vice-Presidente, anuncia novas eleições ao cargo.

24 de Agosto de 2015: As eleições nos EUA começam a ocorrer.

25 de Agosto de 2015: O Partido Republicano vence as eleições com um único debate dia 23. Quem recebe a posse da presidência é o antigo presidente George Walker Bush.

26 de Agosto de 2015: Embargo anunciado dos EUA nos soviéticos. No mesmo dia, os soviéticos realizam o território do Alasca o deixando como um satélite. O embargo soviético é também anunciado contra os EUA.

30 de Agosto de 2015: Os soviéticos dividem em partes seu território asiático como satélites, como a Sibéria e Pazifikey.

12 de Setembro de 2015: Acontece uma revolução socialista na Argentina contra Kirschner. 2,4 Milhões de Argentinos se reuniram em frente ao Obelisco em marcha até à Casa Rosada. Kirschner refugiou-se no Brasil em Porto Alegre. A partir deste dia, o país se chama República Popular de La Plata.

20 de Setembro de 2015: Saem os resultados do 1º Turno para presidente do Brasil.

Apuração1.png

Final da Votação do 1º Turno. Aécio Neves, candidato do PSDB ganha.

23 de Outubro de 2015: Invasão americana ao território do Alasca-Yukon. Os soviéticos reagem e conseguem se livrar dos americanos na Batalha de A.Y.

A Eleição na FIFA ocorre e o vencedor é Luís Figo.

26 de Outubro de 2015: Luís Figo anuncia boicote à URSS e aos EUA. O motivo é da nova Guerra Fria ocorrer. Outras nações como Iugoslávia, Polônia e as Alemanhas poderão participar normalmente.

25 de Outubro de 2015: Saem os resultados do 2º Turno para presidente do Brasil.

Apuração2.png

Apuração de Votos do 2º Turno. Luís Inácio Lula da Silva dá uma virada fantástica sobre Aécio Neves.








07 de Novembro de 2015: Democraticamente, numa nova comissão de 130 pessoas da FIFA, a nova sede para a Copa do Mundo de 2018 é na Península Ibérica. Portugal e Espanha começam a reformar imediatamente os estádios para a Copa.

Posição Nova Sede Número de Votos
Portugal e Espanha 52
La Plata 25
Canadá 21
Egito 15
Brasil 12
Qatar 5









11 de Novembro de 2015: A MERCOSUL inclui países da América do Sul, Cuba e México, se tornando o Mercado Comum Latino (MERCOLAT)

14 de Novembro de 2015: URSS e EUA também boicotam a FIFA e começam a influenciar vários países pelo mundo. Satélites da URSS e dos EUA organizam a própria Copa do Mundo que possívelmente será em 2017. A sede foi escolhida na Polônia. A reunião foi também no próprio país e sessenta pessoas votaram.

Posição País-Sede Número de Votos
Polônia 47
EUA 8
URSS 5
Alemanha Oriental 0

21 de Novembro de 2015: O Comitê Olímpico começa a reunião sobre o assunto das próximas olimpíadas. A principal olimpíada debatida foi a de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro. Foi organizado um debate, e em seguida um plebiscito para ver se terá as olimpíadas de 2016.

Debate:
"Para que cancelar se já esta quase pronto" - diz Carlos A. Nuzman, atual presidente da COB - "Sim, somos capazes da realização dessas olimpíadas, quem não garante são só os pessimistas, como os líderes dos Comitês Americano e Soviético."
"Você chama de pronto isso? Em pleno recomeço de Guerra?" - retruca Mikhail Hegov, presidente do Comitê Soviético - "Senhor presidente, mude já para a Moscou. Com certeza faremos uma olímpiada de profissional. Melhor que estes que nem parece que chegaram na metade as contruções."
"As únicas alternativas, senhor presidente, é adiar ou organizar normalmente." '- recomeçando a falar Nuzman - '"Não ligue para os outros, apenas faça um plebiscito. Algo democrático irá resolver isso, certo?"
"Infelizmente tenho que discordar do meu aliado Brasil." - diz Dr. Gerardo Worthein, presidente do Comitê Argentino - "Deveríamos apenas deixar as olímpiadas rolarem. O Rio de Janeiro já foi escolhido sede, então deixe assim. Ou você quer que venha os americanos e realizam mais uma de um milhão que já fizeram? Ou os soviéticos, nos humilharem como fizeram em 1980? Apenas deixe o Rio como sede."

Eis agora que o presidente começa a falar:

"Líderes, se acalmem. Atenderei a proposta de Nuzman e iremos votar em um plebiscito. Iremos colocar mais duas cidades-sede, do Brasil e do Mundo. Apenas votem."
Foram os 144 membros, tantos fixos e honorários que votaram.
Posição Cidade-Sede Número de Votos
Rio de Janeiro, Brasil 66
Brasília, Brasil 34
Moscou, URSS 23
Seattle, EUA 11
Cancelar a Edição de 2016 5
São Paulo, Brasil 3
Buenos Aires, Argentina 2










Após a votação do plebiscito, houve a discussão e briga no Comitê ocasionando em 16 feridos e 3 mortos, onde dentre os três mortos estava Li-Hang Oriong, presidente do Comitê Coreano. Felizmente, para o Brasil, as olimpíadas não foram canceladas. Porém, o COI decretou nove dias de luto.

25 de Novembro de 2015: Luís Figo retira boicote as duas nações, com o seguinte comentário:

"Futebol é uma paixão que o mundo necessita por inteiro. Não importa se o país é de uma ideologia ou de outra, no mundo do futebol, jogamos para o amor do nosso clube, nação. Não deixaremos a guerra nos prejudicar. João Havelange foi um exemplo disso. Deixou a União Soviética e os Estados Unidos da América e Copas do Mundo, mesmo em plena Guerra Fria. Retirarei o boicote à essas duas nações com um grande poderio histórico e forte no mundo do futebol. Bem-Vindas de volta, URSS e EUA!"

02 de Dezembro de 2015: George Bush e Guennadi Ziuganov retiram também o boicote à FIFA. A Copa do Mundo que seria feita pelas duas nações foi cancelada.

09 de Dezembro de 2015: Começa uma Guerra Civil em Cuba. Combatentes apoiados pelos EUA instalam um regime militar em Cuba, derrubando o antigo regime de Fidel Castro.

Newplata.png

Bandeira da Argentina pós-Revolução

15 de Dezembro de 2015: No mesmo dia, várias coisas acontecem para La Plata. Assinado o pacto não-agressão com o Brasil (Tratado de Puerto Iguazu - 2015), aliás eles se aliam. O Tratado de Bahía Blanca também foi assinado entre URSS e La Plata. No mesmo dia também é declarada a guerra contra o Uruguai. O Brasil se junta à La Plata que dividem o Uruguai em si.
Mapa de divisão.png

Mapa de Divisão do Uruguai. La Plata pega grande parte do território uruguaio e o Brasil pega, como reconciliação porção leste e Montevidéu.

A guerra durou cinco meses, com várias batalhas, quase todas vencidas pelo Brasil ou La Plata, apenas três vencidas pelo Uruguai.

Eis as principais batalhas a seguir:

02 de Fevereiro de 2016: Golpe de Estado e nova Guerra Civil espanhola. Tropas espanholas desfilam diante maiores cidades espanholas e o governo é apossado por Leonardo Martínez del Porto.

07 de Fevereiro de 2016: Espanha invade Portugal e Itália, ordenando a transição para um governo autocrático.

10 de Fevereiro de 2016: Rendição portuguesa. O ex-presidente Aníbal Cavaco é encontrado morto em uma rua na cidade do Porto. Lá mesmo é decretada a capital de Portugal

23 de Fevereiro de 2016: Rendição italiana. O presidente Sergio Mattarella renuncia o cargo e o entrega para os militares italianos para sair vivo de lá.

27 de Fevereiro de 2016: A União Soviética começa a criação da sua nova bomba nuclear a "BËЧКA-67". O projeto terá 1/2 da massa da antiga Bomba Tsar.

01 de Março de 2016: O Governo Militar Espanhol invade o sul da França. A Guerra foi conhecida como a 1ª Guerra da Occitânia, entre Espanha, Portugal e Itália contra a OTAN. A derrota vergonhosa não deixou de cabeça baixa o ditador, prometendo a vingança e a ascensão militarista na Europa Ocidental.

10 de Março de 2016: Durante uma comissão da OME (Organização Militar Europeia), o ditador del Porto deu a ideia da unificação de ambos países. A ideia foi discutida e proposto um plebiscito em que os 638 parlamentares presentes deveriam votar.

Plebiscito.png

Imagem dos Resultados no parlamento.










11 de Março de 2016: O então ditador italiano Giussepe Matarazzo anunciou que não irá unificar junto à Espanha e Portugal.

13 de Março de 2016: Começa a Revolução de Roma na Itália. Um grupo de pessoas começa a marchar em Roma com mensagens de incentivo para derrubar o governo autocrático da Itália.

16 de Março de 2016: Ao saberem disso, organizações em Nápoles, Sicílias, Turim, Veneto começam as revoluções em suas respectivas regiões.

20 de Março de 2016: Governo Militar da Itália é derrubado. Com a forte pressão, os batalhões na Itália não conseguem deter a população revoltada e derruba Giussepe Matarazzo, morto quando tentava fugir para a Espanha.

Às 18:30 é proclamada a República Popular da Itália. O ex-presidente Sergio Mattarella volta à presidência com o apoio do povo italiano.

21 de Março de 2016: Os Estados Unidos começam a fabricar a bomba Zenghet 3201.

A pressão de La Plata e Brasil atinge os uruguaios. O Brasil começa a invadir o Uruguai a partir de Chuí. A Argentina começa a invasão na Colônia do Sacramento por vias marítimas. A Marinha do Brasil começa o bloqueio na parte leste do Uruguai.

27 de Março de 2016: ONU descobre responsáveis por Revolução na Argentina (URSS) e Golpe de Estado na Espanha (EUA).

Espanha e Portugal se unificam, virando o Estado Federativo da Ibéria.

China começa uma intervenção na Indochina fazendo um fantoche. 31 de Março de 2016: FAB sobrevoa principais cidades da Guerra no Uruguai. Montevidéu, Salto, Paysandú, Chuy, Rivera e Colônia do Sacramento.

12 de Abril de 2016: O Exército Brasileiro chega a Montevidéu.

16 de Abril de 2016: O Exército de La Plata também chega a Montevidéu.

URSS invade a Finlândia.

EUA influencia nacionalismo no Quebéc.

21 de Abril de 2016: Começa a Revolta Francesa no Canadá. Os EUA ainda se posicionam neutro. Tropas rebeldes começam o avanço em território canadense.

22 de Abril de 2016: Começa a 2ª Guerra da Occitânia. Os ibéricos avançam em massa para o território francês. Houve também uma negociação com rebeldes occitanos para que tenham um território independente. Há também uma aliança com países do Oriente Médio que irão para cima dos países. A OTAN se prepara para a Guerra, invadindo pelo estreito do Gibraltar.

Finlandeses negociam com o Governo Soviético. Prometem adotar o regime socialista, ao invés de serem anexados.

23 de Abril de 2016: Em mais uma nova comissão de 140 pessoas, a FIFA fez uma nova eleição para país-sede da Copa do Mundo.

Posição Candidatos Número de Votos
URSS 110
Brasil 18
EUA 3
Japão e Coreia 3
China, Hong Kong e Macau 3
África do Sul 3

A União Soviética promete continuar as obras paradas desde junho de 2015 e alterações nas cidade-sede.

06 de Maio de 2016: Rendição uruguaia. O Brasil, La Plata e Uruguai assinam o Tratado do Quaraí, que determina a anexação do Uruguai pelo Brasil e La Plata.

08 de Maio de 2016: Aproveitando a situação da 2ª Guerra da Occitânia na Europa, La Plata reforça a marinha e começam a atacar as Ilhas Malvinas com o objetivo de recuperá-la.

No mesmo dia, acontece uma das batalhas mais sangrentas da Guerra. A Batalha de Limoges teve a morte de 2700 pessoas, incluindo soldados e civis.

10 de Maio de 2016: La Plata consegue domínio total das Malvinas. Dizimou a base britânica no país, destruindo rádios, computadores, máquinas de escrever e etc. Quem domina as Malvinas agora são os platinos.

23 de Maio de 2016: União Soviética invade Cuba. A missão é a queda do Regime instalado em dezembro do Ano Passado.

24 de Maio de 2016: Os Estados Unidos partem para cima dos soldados soviéticos. Esse foi um dos únicos conflitos armados entre Estados Unidos e União Soviética.

29 de Maio de 2016: Dellarosa é morto. Ele estava em seu escritório quando três soldados (um rebelde e dois soviéticos) invadiram e o executou. Era o começo da 2ª Guerra Civil em Cuba.

02 de Junho de 2016: Brasil declara guerra à Bolívia. Eles querem a anexação do norte da Bolívia.

03 de Junho de 2016: La Plata negocia com o Brasil a sua entrada para a Guerra. No mesmo dia, eles declaram
Invasão.png

Mapa de Invasão aos dois países. Verde pro Brasil, Vermelho para La Plata.

Guerra contra o Paraguai. Foi chamada a Grande Guerra da América do Sul.

A Guerra durou dois anos, porém com tréguas para eventos importantes, como as olimpíadas.

As principais batalhas foram essas:

09 de Junho de 2016: Reunião no COI. A discussão é novamente sobre o assunto das Olímpiadas no Rio de Janeiro em 2016. Porém, reúne os Comitês dos países em Guerra na América do Sul.

"Senhores, gostaria de falar com vocês. Nuzman, como você percebe, seu país está em guerra. Se eu fosse você, pediria para cancelar as olímpiadas." - diz o presidente.

"Não, não, não... Você não pode cancelar um evento tão importante por uma guerra regional." - diz Álvaro Guzmán, presidente do Comitê Boliviano. - "Por que não nos reunimos a ONU e falamos apenas para dar trégua na Guerra? Seria mais fácil e o país fazia as olimpíadas normalmente" - termina Álvaro Guzmán.

"Gostaria de uma votação para isso." - fala Maurício Germaño, líder do Comitê Platino.

"Não precisa." - diz Carlos Nuzman, presidente do Comitê Brasileiro. "Eu e o Pérez conversamos e decidimos concordar com Guzmán".

"Assim, declaro encerrada a reunião." - termina o presidente.

12 de Junho de 2016: Começa a '16 ONU, a comissão que pode ser a mais importante do ano.

Assuntos falados na comissão:

  • A questão de François Hollande (referência à 2ª Guerra da Occitânia)
  • Discurso Olímpico (referência às Olimpíadas de 2016 com a Guerra na América do Sul)
  • Guerra Civil de Cuba (referência à Segunda Guerra Civil de Cuba)
  • O Fogo abaixo da Linha do Equador (referência à Grande Guerra da América do Sul)


13 de Junho de 2016: Começa a Marcha pela Paz e Liberdade em Cuba. (Marcha por la Paz y la Libertad em espanhol). 950 mil pessoas começam a marcha de Santiago de Cuba até Piñar del Rio. A Marcha é por um país democrático, de livre expressão e pelo fim da Guerra Civil.

15 de Junho de 2016: Catalões aproveitam a Guerra e declaram independência. País Basco, Andalusia fazem a mesma coisa.

16 de Junho de 2016: Portugal anuncia separação da Ibéria. Os portugueses, no mesmo dia declaram guerra à Espanha, juntamente à OTAN para ganhar o território da Galícia.

18 de Junho de 2016: Norte-Americanos são derrotados na Batalha de Nueva Gerona. Porém, no mesmo dia, rebeldes e Soviéticos são derrotados na Batalha Naval de Guantánamo.

20 de Junho de 2016: Quebéc anuncia sua separação do Canadá.

del Porto critíca atitudes dos portugueses como "Covarde, Imoral e Traidora".

Brasil invade Bolívia por Santa Cruz de la Sierra.

La Plata começa rápida invasão ao Paraguai em Assunção. Tropas restantes vão ao Chaco batalhar com o exército brasileiro, dominante naquela área.

23 de Junho de 2016: Começa o desfile em Moscou, a URSS completa um ano de retorno.

24 de Junho de 2016: Leonardo Martínez del Porto é encontrado morto em rua de Madrid. Um rebelde ataca ele com facadas. Pouco tempo depois, Leonardo foi socorrido porém não resistiu aos ferimentos e faleceu às 17h30.

General Andrés Lagourmeza decreta em praça pública em Madrid que Leonardo Martínez faleceu. O povo espanhol começa a comemorar a morte do ditador. A festa dura dois dias.

27 de Junho de 2016: Fim da 2ª Guerra da Occitânia. Como ficou o mapa:

  • Andalusia, País Basco e Catalunha ficam independentes.
  • Espanha diminui drásticamente.
  • Portugal anexa o território da Galícia.
  • França deixa Provença-Alpes-Costa Azul e Languedoque-Rossilhão para os rebeldes occitanos.
  • O Tratado de Andorra la Vella é assinado.

28 de Junho de 2016: A República Espanhola propõe assuntos no futebol.

  1. A Criação da Liga Major (Com Porto, Benfica, Sporting, Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid)
  2. Criação da Liga Ibérica com Andalusia, País Basco e menores clubes da Catalunha

30 de Junho de 2016: Assinada a trégua de duração até o início de Setembro, após o fim das Olimpíadas. Tratado de Rio Branco.

05 de Agosto de 2016: Começam os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016

21 de Agosto de 2016: Os jogos olímpicos acabam. O vencedor foi a União Soviética, com 167 medalhas. O segundo foi os Estados Unidos com 103. O Brasil ficou já em oitavo lugar, com um recorde de 27 medalhas.

"Voltamos parecendo como os velhos tempos, hahaha!" - diz, animado, Ziuganov no final dos Jogos Olímpicos.

26 de Agosto de 2016: A União Soviética começa a planejar a Operação Segundo Mundo. O foco do plano é reestabelecer o Segundo Mundo, fazendo vários países adotarem a ideologia socialista. Nos planos de Ziuganov, também tem combater o Estado Islâmico.

Mapainvasão.png

O Mapa retratado com mais facilidade. As invasões em vermelho são terrestres, em azul são aéreas (isso inclui também bombardeios) e em verde a invasão pelo mar.

30 de Agosto de 2016: Começa uma invasão em massa à Mongolia. O país é facilmente derrotado e adota o regime socialista de Ju-Pyang.

04 de Setembro de 2016: Começa uma grande invasão por dois lados. Há o ataque marítimo no Japão, e a invasão térrea e aérea no Oeste Asiático.

05 de Setembro de 2016: Dois países se rendem. O Quirguistão e o Turquemenistão adotam o Socialismo e o Uzbequistão tenta resistir com tropas que restaram dos outros países e suas tropas.

Começa uma invasão aérea no Japão também. Vários aviões são vistos nos céus de Tóquio, Nagóia e Hiroshima.

Bolívia invade o Acre. Já o Brasil começa um desenvolvimento secreto de sua primeiro bomba nuclear. a Canário 386 é o codinome do projeto.

07 de Setembro de 2016: O Brasil começa uma invasão forte, ofensiva e agressiva na Bolívia e no Paraguai. Soldados brasileiros e platinos destróem as cidades Ciudad del Este e Assunção.

12 de Setembro de 2016: Seguintes países aderem o Socialismo:

  • Marrocos
  • Mauritânia
  • Burkina Faso
  • Togo
  • Nigéria
  • Camarões
  • Gabão
  • Congo
  • RD Congo
  • Angola
  • Namíbia
  • Moçambique
  • Etiópia
  • Arábia Saudita

13 de Setembro de 2016: Japão declara Estado de Guerra com a União Soviética.

17 de Setembro de 2016: A União Soviética consegue apoio militar da China e consegue invadir o Japão.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no Fandom

Wiki aleatória